Página Para Crianças



O Macaco Gibão
      Em um lugar muito, muito distante, próximo a floresta, havia uma casinha perdida no meio da mata onde morava Dona Chiquinha, uma mulher muito trabalhadora que plantava bananas para vender.
      Na floresta ao lado, morava um bando de macacos que não queriam saber de trabalhar e viviam roubando as bananas de Dona Chiquinha.
      Certo dia, quando todos estavam reunidos, Miquinho, o chefe do bando, foi desafiado por um macaco de nome Gibão que disse:
      -Vou trazer um cacho inteiro de bananas par provar que sou o mais corajoso e assim serei o novo chefe do bando.
      Mas Miquinho disse a ele:
      -Não faça isto Gibão, Dona Chiquinha até tolera que roubemos algumas bananas de vez em quando, mas um cacho inteiro é demais!!!
      Teimoso como era não deu ouvidos e a noite foi sondar o bananal.
      Peludinho, o cachorrinho de Dona Chiquinha, ao perceber as más intenções de Gibão, correu logo avisa-la.
      Dona Chiquinha muito esperta alcançou Gibão e lhe disse:
      -Olha aqui seu malandro, não volte mais aqui senão você vai se arrepender!!!
      Sabendo ela da teimosia de Gibão, no dia seguinte preparou uma armadilha.
      No final da tarde passou visgo (cola da fruta jaca) nos pés de bananas e depois foi para casa descansar.
      E não é que o danado voltou mesmo!!!
      A noite, quando todos dormiam, resolveu agir.
      Não sabia da armadilha que o aguardava e quando colocou a primeira mão no tronco, teve uma surpresa, ficou grudado e para se soltar colocou a outra que também grudou e assim foi com um pé e depois com o outro, agora sim, estava perdido, não tinha como escapar da surra que ia levar e assim grudado passou a noite toda só pensando no que o aguardava.
      Dona Chiquinha ao acordar pela manhã, foi dar uma espiada e confirmou sua suspeita.
      -Bom dia! Disse ela, está confortável aí?
      Mas Gibão todo envergonhado e morrendo de medo de apanhar nem respondeu, tinha quase certeza do seu destino, mas Dona Chiquinha, como não gostava de violência, resolveu não castiga-lo, mesmo assim, ele não ficaria sem punição porque para liberta-lo do visgo, ela tinha que jogar água bem quente nas mãos e nas patas dele, e assim o fez.
      Ao se soltar Gibão saiu correndo e gritando de dor por causa da água quente.
      Mas desta vez, ele aprendeu a lição e nunca mais voltou.
      Miquinho até hoje continua sendo o chefe do bando.

Nenhum comentário: